PRÉVIA (n.t.) 17º

Carta de Clemência | رسالة الغفران
Abū l-cAla’ al-Macarrī

O texto: Na Carta de Clemência, publicada em 425 H/1033 a.C., de al-Macarrī, imagina-se um Šayḫ (isto é, um homem de respeito por idade ou reputação) que, ao perambular entre o Céu e o Inferno, ora conhece poetas e filólogos do passado no paraíso, ora vislumbra e conversa com o diabo e vários hereges no submundo. al-Macarrī, ele próprio herege em vida, parece ironizar em sua epístola as ideias populares sobre o pós-vida. Repleto de comentários eruditos, histórias divertidas e humor sardônico, trata-se de um clássico da literatura árabe, de cuja totalidade se apresenta aqui um breve episódio, intitulado “Entre o Céu e o Inferno”, em que se discute a propósito das artes orientais dos gênios, através das quais, mediante artimanhas, buscam refletir sobre o excesso do limite humano em tudo aquilo que o define e que acaba por excedê-lo: sua falta e seu mal.
Texto traduzido: رسالة الغفران لأبي العلاء المعرّيّ. تحقيق جيرديان فان جيلدير وجريجور شولر. من المكتبة العربية للأدب، نشر جامعة نيويورك، ٢٠١٣, ص.١١٤-١٢١

O autor: Abū l-cAlā’ al-Macarrī (363-449 H/973-1058 d.C.) foi um poeta e escritor do final do Califado Abássida, nascido perto de Alepo, na Síria. Asceta, foi também filólogo, teólogo, moralista, pessimista e herege, que ironizou as crenças de seus contemporâneos em sua Carta de Clemência. Escrita no século XI, é uma obra fantástica dos primórdios da literatura árabe que narra uma jornada imaginária após a morte para os reinos do Céu e do Inferno. al-Macarrī inova ao modelar o tópico da vida após a morte (usado também no Alcorão) em um estilo narrativo mais imaginativo, cuja epístola parece recobrar a ibérica Carta dos Anjinhos e Diabinhos, do poeta Ibn Šuhayd.

O tradutor: Marco Antonio Calil Machado é bacharel, licenciado e mestre em Letras Estrangeiras e Tradução pela Universidade de São Paulo (PPG-LETRA-USP). Suas pesquisas voltam-se às letras, ciências e artes orientais, como o nexo das ciências e artes árabe-latinas na ocasião da Ibéria medieval e a dispersão de sistemas letrados Ásia afora, ante-e-além-Tibet.



☞ AL-MACARRĪ, Abū l-cAla’. Carta de Clemência | رسالة الغفران.
Trad. Marco Antonio Calil Machado. (n.t.), n. 17, v. 2, dez. 2018, pp. 177-191.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141