PRÉVIA (n.t.) 4º

Porque sou pagã | Why I am a Pagan
Zitkala-Ša (Gertrude Bonnin)

O texto: Os textos, contos e ensaios de Zitkala-Ša descrevem a vida e o pensamento da etnia Sioux dos EUA num estilo similar a outros ensaístas de sua época, por serem escritos em inglês. De fato, a autora foi uma representante intelectual de muita importância para sua tribo e cultura porque podia expressar-se no idioma dos anglo-americanos sem cair em estereótipos comuns, elevando assim o debate entre os dois mundos. É precursora também de todo um movimento literário ameríndio que surgirá gerações depois.
Texto traduzido: Zitkala-Ša. “Why I Am a Pagan”. Atlantic Monthly, 90 (1902), pp. 801-803.

A autora: Zitkala-Ša (Gertrude Simmons) nasceu em 1876 e formou parte da tribo Sioux, no estado de Dakota do Sul, EUA. Embora tenha sido batizada com nome cristão, batizou-se novamente com o nome de Zitkala- Ša, o “pássaro vermelho”, mais conhecido entre seus leitores. Foi um dos primeiros escritores indígenas dos EUA que alcançou um público anglo-americano. Entre seus livros encontramos Old Indian Legends, de 1901, e American Indian Stories, de 1921. Este último, uma antologia de ensaios autobiográficos que foram publicados em vida. Além de ser uma escritora de renome, foi ativista dos direitos humanos e exímia violinista.

O tradutor: Scott Ritter Hadley (EUA) estudou espanhol na Northern Arizona University, onde começou a estudar tradução e português. Depois fez pós-graduação em Letras Hispânicas na Arizona State University, com especialização em literatura medieval e mexicana contemporânea. Desde 1987 reside em Puebla, México onde leciona inglês, latim, literatura inglesa e espanhola, na Benemérita Universidad Autónoma de Puebla. Entre seus interesses mais recentes está a literatura indígena mexicana.



☞ ZITKALA-ŠA (Gertrude Bonnin). Porque sou pagã | Why I am a Pagan.
Trad. Scott Ritter Hadley. (n.t.), n. 4, v. 1, mar. 2012, pp. 134-142.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141