PRÉVIA (n.t.) 10º

Sentimentos de Primavera | 春天的感觉。
Yu Xuanji

O texto: A Dinastia Tang (618-915) é considerada o auge da cultura clássica chinesa. Foram cerca 300 anos de uma sociedade caracterizada por uma vida urbana intelectual e esteticamente sofisticada. A popular antologia Poemas completos da Dinastia Tang, compilada no século XVII (Dinastia Qing), por ordem imperial, contém cerca de 50 mil poemas, escritos por 2.200 autores, dentre os quais estão 190 mulheres, e dentre estas, Yu Xuanji. Ainda em vida, seus poemas foram publicados em uma coleção chamada Fragmentos de uma Terra de Sonhos no Norte, a qual se perdera. Os 44 poemas que sobreviveram aos dias atuais foram recompilados durante a Dinastia Song (960-1279).
Texto traduzido: Poesia completa de Yu Xuanji. Trad. de Ricardo Primo Portugal e Tan Xiao. São Paulo: UNESP, 2011.

A autora: Yu Xuanji (c. 844-869 ou 871), monja taoista e cortesã, é uma das mais célebres poetas da China. De grande beleza, culta e dotada de uma in-teligência vivaz, desde criança fora reconhecida por seu talento poético precoce. Aos 12 anos, fora tomada como discípula pelo poeta Wen Tingyun, da Dinastia Tang. Sua lírica reflete um estilo praticado no período, isto é, poemas que desenvolvem o imaginário e o ambiente mitológico celestial e de elevação pela meditação em meio à natureza, com base na religião taoista. Morreu precocemente, entre 26 e 28 anos de idade, executada por assassinato, em um caso polêmico. Dela restou não só uma obra notável, mas também a lenda de uma mulher rebelde e de vida livre para os padrões de sua sociedade e crítica da condição feminina. Por sua história de vida, acabou sendo assimilada à literatura como personagem em obras de autores chineses e estrangeiros, de romances a contos, do teatro ao cinema.

Os tradutores: Ricardo Primo Portugal é escritor e diplomata, graduado em Letras pela UFRGS. É autor de Indian Village e outros poemas (2013); Dois outonos – haicais (2012); Zero a sem – haicais (2011); DePassagens (2004), dentre outros. Coorganizador da Antologia poética de Mário Quintana (2007); cotradutor e organizador da Poesia completa de Yu Xuanji (2011, finalista 54o Prêmio Jabuti) e da Antologia da poesia clássica chinesa – Dinastia Tang (2013), em parceria com Tan Xiao, ganhadora do 56o Prêmio Jabuti, 2º lugar.
Tan Xiao é professora de chinês da Universidade Católica do Equador. Gra-duada em Letras pela Universidade Zhong Nan, Changsha, Hunan, República Popular da China. Estudou português na UnB. Foi intérprete e tradutora português-chinês da Embaixada do Brasil em Pequim. Mestre em linguística pela U-niversidade de Línguas Estrangeiras de Guangdong.
Para a (n.t.) já traduziram Poemas Celestiais, seleção com Li Bai, Wang Wei e Yu Xuanji.



☞ XUANJI, Yu. Sentimentos de Primavera | 春天的感觉。
Trad. Ricardo Primo Portugal e Tan Xiao. (n.t.), n. 10, v. 1, jun. 2015, pp. 09-24.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141