PRÉVIA (n.t.) 11º

Mársias em Flandres | Marsyas in Flanders
Vernon Lee

O texto: “Marsyas in Flanders” foi publicado, pela primeira vez, em 1900, e republicado em 1927, na coletânea For Maurice: Five Unlikely Stories. O conto mistura elementos de mitologia clássica a temas cristãos, chegando a uma conclusão surpreendente.
Texto traduzido: Lee, Vernon. “Marsyas in Flanders”. In. For Maurice: Five Unlikely Stories. S/l: John Lane, The Bodley Head, 1927, pp. 69-92.

A autora: Vernon Lee, pseudônimo de Violet Page (1856-1935), nasceu na França, em 14 de outubro. A autora tornou-se conhecida por seus contos de caráter sobrenatural, mas também escreveu ensaios, sobretudo em inglês, sobre arte, música e viagens, além de um interessante estudo estético intitulado Beauty and Ugliness and Other Studies in Psychological Aesthetics, coescrito com Clementina Anstruther-Thomson. Vernon Lee foi a responsável pela introdução do conceito “Einfühlung” (Empatia) nos estudos de estética em língua inglesa.

A tradutora: Ana Resende é bacharel em filosofia (UFRJ) e mestre em filosofia (PUC/Rio). É tradutora de literatura infanto-juvenil e ficção especulativa em geral, e especialista em contos de fadas. É colaboradora do Märchen-Stiftung Walter Kahn, entre outras instituições. Para a (n.t.), traduziu Shirley Jackson e Charles Beaumont.



☞ LEE, Vernon. Mársias em Flandres | Marsyas in Flanders.
Trad. Ana Resende. (n.t.), n. 11, v. 2, dez. 2015, pp. 197-221.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141