PRÉVIA (n.t.) 12º

Das cartas de amor | Dalle lettere d’amore
Ugo Foscolo

O texto: Entre 1801 e 1803, Ugo Foscolo (1778-1827) manteve um romance com a bela e culta Antonietta Fagnani Arese (1778-1847), casada com um nobre lombardo. O turbulento convívio entre eles é conhecido pelas 136 cartas que Foscolo endereçou à jovem. Ela, porém, devolveu-as a ele quando o escritor descobriu uma traição, momento em que a relação amorosa acabou. Nas 10 cartas aqui apresentadas, sem data e ordenadas de acordo com o estudo realizado por Plinio Carli, é possível visualizar a força emotiva, a va-riedade de tons e a capacidade foscoliana de criação artística da própria imagem. Vale lembrar que alguns trechos das cartas foram utilizados na primeira edição do romance epistolar Ultime Lettere di Jacopo Ortis.
Texto traduzido: Foscolo, Ugo. Lettere d’amore. A cura di Guido Bezzola. Milano: BUR, 2006.

O autor: Ugo Foscolo (1778-1827), nascido na Grécia, viveu a maior parte da sua vida na Itália, onde escreveu poesia, teatro, ensaios, cartas e o romance Ultime Lettere di Jacopo Ortis. Teve uma vida desregrada e empenhou-se constantemente com as questões políticas do seu tempo, motivo que lhe causou vários desafetos até o seu exílio definitivo em Londres, onde faleceu.

A tradutora: Karine Simoni é professora do curso de Letras e da Pós-Graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem formação na área de História e de Letras e concentra suas pesquisas no estudo e tradução de autores do século XIX. Para a (n.t.), traduziu Princípios de crítica poética, de Ugo Foscolo.



☞ FOSCOLO, Ugo. Das cartas de amor | Dalle lettere d’amore.
Trad. Karine Simoni. (n.t.), n. 12, v. 1, jun. 2016, pp. 286-305.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141