PRÉVIA (n.t.) 3º

A Pensativa | La Pensierosa
Sibilla Aleramo

O texto: Publicado originalmente na revista Il Marzocco, em 1914, este ensaio passou a compor o volume Andando e stando (1920), compilação de textos de corte ensaístico em que a autora esboça algumas de suas ideias principais sobre a vida, a literatura, a condição da mulher e sua expressão na escrita. Em “Apologia dello spirito femminile” (1911), ensaio da mesma coletânea, Sibilla Aleramo criticava a literatura produzida pelas mulheres de sua época, considerando-a 'cópia' da literatura masculina, e apontava para a necessidade de buscar uma singularidade no modo de expressão da mulher, sobretudo através das “leis secretas do ritmo”. Fruto das experimentações na linguagem que culminam com a publicação do poema em prosa Il passaggio (1919) e do primeiro volume de poesias, em 1921, “La Pensierosa” ensaia um movimento entre o argumentativo e o poético, dando ao texto a peculiaridade de falar de e ser ao mesmo tempo.
Texto traduzido: Aleramo, Sibilla. “La Pensierosa”. In. Andando e stando. Milão: Feltrinelli, 1997.

A autora: Escritora, poetisa e tradutora italiana, Sibilla Aleramo (1876-1960), pseudônimo de Rina Faccio, torna-se conhecida por Una Donna (1906), romance autobiográfico que narra o afloramento da consciência de uma mulher através da expressão literária, de grande repercussão na Itália e na Europa no início do século XX. Essa obra marca o nascimento de sua identidade artística e o início de uma espécie de missão dedicada às letras, na qual é constante a busca de uma lei estética própria, não filiada aos modelos literários em voga, mas fiel ao que ela chama de verdade interior. A produção de Sibilla é incessante ao longo da vida - escreve romances, poesias, cartas, ensaios, diários, anotações variadas, artigos jornalísticos, além de se dedicar a traduções do francês. Era uma das poucas mulheres na Itália que viviam da própria escrita na época.

A tradutora: Adriana Aikawa da Silveira Andrade é tradutora de italiano e doutoranda do Curso de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da UFSC, onde desenvolve pesquisa voltada à tradução do epistolário de Leopardi. Sua dissertação de mestrado foi dedicada à tradução comentada de ensaios de Sibilla Aleramo. Embora venha de uma formação em Psicologia e da prática tradutória ligada às áreas técnica e jurídica, tem traduzido cada vez mais ensaios nas áreas de literatura, teatro e artes, além de obras literárias.



☞ ALERAMO, Sibilla. A Pensativa | La Pensierosa.
Trad. Adriana Aikawa da Silveira Andrade. (n.t.), n. 3, v. 2, set. 2011, pp. 146-163.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141