PRÉVIA (n.t.) 4º

O vazio do poder na Itália | Il vuoto del potere in Italia
Pier Paolo Pasolini

O texto: “O vazio do poder na Itália” de Pier Paolo Pasolini foi publicado ori-ginalmente no jornal “Corriere della Sera” no dia 1 de fevereiro de 1975, sendo depois incluído na seleção de ensaios do livro Scritti corsari, no qual aparece com o título “L’articolo delle lucciole”, pois com este título o texto passou a ser conhecido e comentado no meio intelectual. Recentemente, duas abordagens lhe atribuem destaque para o desenvolvimento de suas reflexões: a primeira, Modernizzazione senza sviluppo: Il capitalismo secondo Pasolini (Mondadori, 2005), de Giulio Sapelli; a segunda, Survivance des lucioles (Les Éditions de Minuit, 2009), de Georges Didi-Huberman. Torna-se fundamental o confronto deste artigo com a carta enviada por Pasolini ao seu amigo Franco Farolfi, entre os dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro de 1941 (Lettere 1940-1954. Turim: Einaudi, 1986, p. 36-37).
Texto traduzido: Pasolini, Pier Paolo. “L’articolo delle ucciole”. In. Scritti corsari. Prefácio de Alfonso Berardinelli. Milano: Garzanti, 2000, pp. 128-134.

O autor: Pier Paolo Pasolini nasceu em Bolonha, em 5 de março de 1922. Em 1942 é publicado o seu primeiro livro, Poesia a Casarsa. Sua produção poética se encontra também nos títulos La meglio gioventù (1954), Le ceneri di Gramsci (1957), La religione del mio tempo (1961), Poesia in forma di rosa (1964), Trasumanar e organizzar (1971). Em 1955 é publicado Ragazzi di vita, seguido de Una vita violenta (1959) e Petrolio (póstumo, 1992). Em 1960-61 é lançado seu filme Accattone. Pasolini também produziu durante esse período Mamma Roma (1962), La ricotta (1963), Il Vangelo secondo Matteo (1964), Uccellacci e uccellini (1966), Teorema (1968), Medea (1969). Na década seguinte, Il Decameron (1971), I racconti di Canterbury (1972), Il fiore delle Mille e una notte (1974) e Salò o le 120 giornate di Sodoma (1975).

O tradutor: Davi Pessoa Carneiro faz doutorado em Teoria Literária na Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC. Atualmente realiza pesquisas na Universidade La Sapienza e na Biblioteca Nazionale de Roma sobre Elsa Morante e Macedonio Fernández. Publicou Terceira Margem: Testemunha, Tradução [Editora da Casa, 2008, SC]. Traduziu A razão dos outros e Ou de um ou de nenhum, de Luigi Pirandello [Lumme Editor, 2009/2010]; Georges Bataille, filósofo, de Franco Rella e Susanna Mati [EdUFSC, 2010], Desgostos e Ligação direta: estética e política, ambos livros de Mario Perniola [EdUSFC, 2010/2011] e Mitos de origem, de René Girard [Editora É, 2012].



☞ PASOLINI, Pier Paolo. O vazio do poder na Itália | Il vuoto del potere in Italia.
Trad. Davi Pessoa Carneiro. (n.t.), n. 4, v. 1, mar. 2012, pp. 104-117.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141