PRÉVIA (n.t.) 8º

Poemas seletos | Собрание стихотворений
Ossip Mandelstam

O texto: Seleção de poemas estabelecida a partir do livro Собрание сочинений (Poemas selecionados), de Ossip Mandelstam, cuja obra poética somente voltou à luz em 1991, após a dissolução da ex-União Soviética. Seus poemas foram proibidos e todos os originais confiscados e destruídos. Para preservá-los do esquecimento, Na-diejda Mandelstam, a viúva do poeta, decorou-os um por um, contrabandeando-os e ditando-os aos poucos, entre 1964 e 1969, cada vez que alguém perpassava as fronteiras da União Soviética, no intuito de que fossem publicados no Ocidente e sua obra poética, enfim, reconhecida.
Texto traduzido: Мандельштам, О. Собрание сочинений. Нью-Йорк: Издательство Имени Чехова, 1955.

O autor: Ossip Mandelstam nasceu em Varsóvia (1891-1938). De família judaica, após o seu nascimento seus pais se mudaram para São Petersburgo, na Rússia. Publicou seu primeiro livro de poemas Камень (Pedra), aos 22 anos. Estudou no Instituo Tenitchév. Morou em Paris e Heidelberg. Foi um dos principais fundadores do acmeísmo, corrente crítica que se opunha ao simbolismo. Após compor um poema satírico sobre Stálin, em 1938, foi preso, exilado e condenado a cinco anos de trabalhos forçados. Em dezembro do mesmo ano, seu corpo foi encontrado na enfermaria de um campo de concentração, na Sibéria. A causa da sua morte não foi justificada.

A tradutora: Doutoranda em Ciência da Literatura e mestre em Poética pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Membro do con-selho editorial da Revista Tempo Brasileiro. Para a (n.t.) já traduziu Poesias, de Marina Tsvetáeva.



☞ MANDELSTAM, Ossip. Poemas seletos | Собрание стихотворений.
Trad. Verônica Filíppovna. (n.t.), n. 8, v. 1, mar. 2014, pp. 102-123.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141