PRÉVIA (n.t.) 2º

Sol | Güneş
Orhan Veli

O texto: Os poemas selecionados para esta tradução foram retirados do volume das Poesias Completas, publicado em 1973, em Istambul. Representam, nas antíteses que apresentam, vários elementos de uma busca que poderia ser definida como a da simplicidade. Seja no dueto luz-escuridão apresentado em “Sol”, figura do islamismo, ou também na rebeldia e busca de um novo cami-nho, em “Criança ruim” e “Se abro ao vento”. Por fim, também, a necessidade de ser ouvido em “Eu não posso explicar” e a própria ‘audição’ de sua cidade, sua casa, em “Escuto Istambul”.
Texto traduzido: Veli, Orhan. Bütün Şiirleri. Varlık Yayınları, 1973.

O autor: Orhan Veli Kanık (13 de abril de 1914, Istambul, 14 de novembro de 1950) foi um poeta turco. Fundou o Movimento’’ Garip’’, junto com Oktay Rifat e Melih Cevdet. Conhecido por defender uma poesia sem adjetivos nem elementos estilísticos excessivos, preferindo um estilo mais próximo ao do verso livre. Célebre por sua inigualável capacidade de expressão, a profundidade emotiva é a base da simples natureza que acompanha os seus versos, que tratam principalmente da vida diária, expressadas de forma direta, em voz única. Sua poesia é muito admirada tanto pelo povo como pelos círculos acadêmicos turcos.

O tradutor: Leonardo da Fonseca é graduando do curso de Letras Português/Espanhol, pela UniverCidade do Rio de Janeiro. É músico, ator e tradutor de turco e espanhol.



☞ VELI, Orhan. Sol | Güneş. Trad. Leonardo da Fonseca.
(n.t.), n. 2, v. 1, mar. 2011, pp. 52-68.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141