PRÉVIA (n.t.) 8º

Os Juramentos de Estrasburgo | Les Serments de Strasbourg
Nitardo

O texto: Os Juramentos de Estrasburgo (Les serments de Strasbourg, em francês, e Sacramenta Argentariae, em latim) fazem parte de uma obra maior chamada L'Histoire des fils de Louis le Pieux (História dos Filhos de Luís, o Piedoso), escrita no século IX. Esta breve passagem é importante para a Linguística Histórica, pois se trata do primeiro testemunho de uma língua românica, após séculos de escrita em latim. Os irmãos Luís e Carlos, netos de Carlos Magno, unem forças para combater seu irmão Lotário e dividir o Império Carolíngio. Assim, fazem um trato que é documentado. O texto é escrito em latim com passagens em francês antigo e alto alemão, sendo essas duas últimas lidas em voz alta pelos irmãos e seus soldados.
Texto traduzido: Mourcin, M. de. Serments Prétés a Strasbourg en 842, Charles-le-Chauve et Louis-le-Germanique et les Armées Respectives. Paris: Imprimerie de P. Didot L’Ainé, 1815.

O autor: Nitardo (Nithard) era neto de Carlos Magno, sendo filho de Berta (Berthe), filha do imperador. Atuava junto à corte como uma espécie de historiador e cronista, registrando os eventos de sua época, o século IX, por escrito. Após a partilha do império carolíngio, passou a atuar como conselheiro de Carlos, o Calvo, um dos irmãos vencedores da disputa. Apenas alguns de seus livros sobreviveram aos tempos atuais.

O tradutor: Henrique Martins de Morais cursa mestrado em linguística na Universidade de São Paulo, sendo licenciado em história pela UFMG. Em suas pesquisas, estuda a fonética e a fonologia de línguas antigas como o francês medieval, eslavo eclesiástico e latim vulgar, estabelecendo relações entre escrita e fala, grafemas e fonemas.



☞ NITARDO. Os Juramentos de Estrasburgo | Les Serments de Strasbourg.
Trad. Henrique Martins de Morais. (n.t.), n. 8, v. 1, mar. 2014, pp. 355-359.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141