PRÉVIA (n.t.) 8º

O Livro dos Epigramas | Epigrammaton Libri
Marcial

O texto: Seleção dos primeiros onze livros dos Epigrammaton Libri (O Livro dos Epigramas) do poeta latino Marcial. Os epigramas expõem os vícios e os costumes à época do poeta, num tom cômico e satírico que, ao mesmo tempo, não deixa de ser realista. Compostos, grande parte, em dísticos, neles se destaca a habilidade de Marcial em expressar uma ideia concisa mediante uma surpreendente economia de palavras. Ao lê-los, o leitor se deparará com uma colagem da vida cotidiana do império romano no último século a.C.
Texto traduzido: Martialis, M. Valerius. Epigrammaton Libri. Disponível em: www.thelatinlibrary.com. Texto consultado: Capps, E. (Ed.). Martial Epigrams. Translation by Walter C. A. Ker. London/New York: William Heinemann/G.P. Putman’s Sons, 1919 (II volumes).

O autor: Marco Valério Marcial (40-104 a. C.) nasceu em Bilbilis, na Espanha romana. Não foi o primeiro poeta a escrever epigramas, porém, o mais importante deles. Suas obras são: Epigrammaton Libri (Livro dos Epigramas), sobre a vida mundana e os costumes romanos, Liber spectaculorum (O Livro dos espetáculos), que celebra a construção do Coliseu e o imperador Tito, e Xenia e Apophoreta, coleção de dísticos elegíacos sobre as Saturnais.

O tradutor: Scott Ritter Hadley (EUA) estudou espanhol na Nor-thern Arizona University, onde começou a estudar tradução e português. Depois fez pós-graduação em Letras Hispânicas na Arizona State University, com especialização em literatura medieval e mexicana contemporânea. Desde 1987 reside em Puebla, México onde eciona inglês, latim, literatura inglesa e espanhola, na Benemérita Universidad Autónoma de Puebla. Entre seus interesses mais recentes está a literatura indígena mexicana. Para a (n.t.) já traduziu Víctor Cata, Manuel Espinoza Sainos, Juan Hernández Ramírez, Zitkala-Ša e Chefe Seattle.



☞ MARCIAL. O Livro dos Epigramas | Epigrammaton Libri.
Trad. Scott Ritter Hadley. (n.t.), n. 8, v. 1, mar. 2014, pp. 175-191.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141