PRÉVIA (n.t.) 5º

Não perde para a chuva | 雨ニモマケズ
Kenji Miyazawa

O texto: O engajamento ativo destes poemas com a natureza mostra-nos uma voz participante do ambiente. Com temática voltada para a terra e o trabalho, a obra poética de Kenji Miyazawa traz um lirismo suave e simples, ao mesmo tempo muito sensorial e respaldado pelo conhecimento científico. Em especial, o último poema aqui apresentado, e que dá título a esta seleção, Não perde para a chuva, é provavelmente o poema moderno mais lembrado e citado hoje em dia, tendo se tornado um modelo de conduta ética almejado pelos japoneses.
Texto traduzido: 宮沢賢治. 宮澤賢治全詩一覧. In. 宮澤賢治の詩の世界.

O autor: Kenji Miyazawa (1896-1933), apesar de pouco reconhecido em vida, é visto atualmente como o maior poeta japonês do século XX. Teve uma saúde frágil durante toda a vida e, aos 37 anos, morreu de tuberculose. Além de poeta, também foi autor de muitas histórias infantis que, mais tarde, foram traduzidas para várias línguas e adaptadas para animações cinematográficas e teatro. Agrônomo de formação, combinava de maneira muito original o seu conhecimento científico e lirismo poético, mostrando em seus poemas o amor que tinha pela natureza e pelas pessoas. Influenciado também pela filosofia budista, sua compaixão pelos homens atraiu toda uma nova geração de leitores.

A tradutora: Ana Maria Sigas Pichini é aluna do curso de Letras Tradutor Japonês/Português da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sob a orientação do professor e tradutor Andrei Cunha, vem realizando uma leitura detalhada da obra de Kenji Miyazawa, visando a futura publicação de uma coletânea de sua poesia.



☞ MIYAZAWA, Kenji. Não perde para a chuva | 雨ニモマケズ.
Trad. Ana Maria Sigas Pichini. (n.t.), n. 5, v. 2, set. 2012, pp. 40-52.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141