PRÉVIA (n.t.) 3º

Adão e Eva se conhecem | Adam and Eve first meet
John Milton

O texto: Paradise Lost (Paraíso perdido; 1667, 2.ed.rev.1674) expande a narrativa dos dois capítulos iniciais Gêneses para recontar os sucessos que levam da queda de Lúcifer à do homem. Lúcifer - que se rebelara contra Deus ao recusar a supremacia do Filho, levando consigo à expulsão e ao Inferno uma parte das hostes celestes - atravessa o Caos e chega ao Paraíso terreno, com o objetivo de confirmar os rumores de que o Criador implementara uma nova raça, objetivando desta maneira afrontá-lo e se vingar de sua queda. Dividido em doze cantos a partir da segunda edição, foi composto em pentâmetros iâmbicos brancos, redundando perfeitamente em dez sílabas poéticas. Nos trechos abaixo selecionados - extraídos respectivamente do quarto e do oitavo cantos -, Eva e Adão dão suas versões do momento em que pela primeira vez viram um ao outro.
Textos consultados: Milton, John. Paradise Lost. In. Luxon, T. H. (ed.). The Milton Reading Room.(Edição-fonte), e Milton, John; Teskey, Gordon (ed.). Paradise Lost (Norton Critical Edition). Londres & Nova Iorque: Norton, 2005 (Edição de apoio).

O autor: John Milton (1608-74), poeta e ensaísta inglês, é considerado um dos maiores poetas da língua inglesa, juntamente com Geoffrey Chaucer e William Shakespeare. Escreveu em latim, italiano e inglês. Sua maior inovação poética foi o uso do verso branco na poesia épica. Dentre suas obras em verso, merecem destaque, além de Paradise Lost, sua continuação, Paradise Regain’d (1671) e o drama Samson Agonistes (1671). Entre seus tratados, destaca-se Areopagitica (1644), uma censura à censura. Por volta de 1654, tornou-se cego, ditando sua obra poética a amanuenses; um de seus mais famosos sonetos, “On his blindness”, comenta o fato. Exerceu influência sobre inúmeros poetas posteriores, com destaque para William Blake - que o considera o maior poeta inglês e que o emprega como personagem em Milton: a Poem. Durante a Commonwealth, assumiu posto público, perdido com a Restauração.

O tradutor: Fabiano Seixas Fernandes é formado Licenciatura em Letras: Inglês (1999) e possui Doutorado em Literatura, área de concentração Teoria Literária (2004), ambos pela UFSC. Atuou como professor substituto na mesma instituição (2008-9); é professor adjunto de língua e literatura inglesa pela UFC (2010). Atualmente, desenvolve projeto de tradução anotada do épico Paradise Lost para o português brasileiro, em versos brancos.



☞ MILTON, John. Adão e Eva se conhecem | Adam and Eve first meet.
Trad. Fabiano Seixas Fernandes. (n.t.), n. 3, v. 2, set. 2011, pp. 25-34.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141