PRÉVIA (n.t.) 13º

Chumbo | Plumb
George Bacovia

O texto: Seleção com nove poemas de George Bacovia, publicados em 1916, no volume Plumb (Chumbo), na Romênia. Breves, os poemas nos permitem entrever a imagem de um país, uma poética e um tempo muito próprios. O ritmo da angústia sinestésica de Bacovia é seco, amargurado e iluminado pela sombra de sóis frios e violetas. Melancolia e morte são imagens recorrentes na visão de um mundo assolado, de profundo simbolismo, onde, algumas vezes emerge, um perturbado riso.
Texto traduzido: Bacovia, G. Poezii. Dosar critic: Lucian Pricop. București: Cartex, 2000.

O autor: George Bacovia, pseudônimo de George Vasiliu (1881-1957), foi um poeta romeno, considerado simbolista, embora sua obra oscile entre o expressionismo e o modernismo. É tido como um dos poetas mais importantes da literatura romena, com sua poética particular, repleta de maneirismos sinestésicos, imagens restritas e recorrentes, e um existencialismo angustiante.

O tradutor: Beethoven Alvarez é professor de Língua e Literatura Latina na Universidade Federal Fluminense. Dedica-se hoje ao estudo da versificação e do ritmo da tradição poética de diversas línguas e à tradução de poesia antiga e moderna.



☞ BACOVIA, George. Chumbo | Plumb.
Trad. Beethoven Alvarez. (n.t.), n. 13, v. 2, dez. 2016, pp. 89-107.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141