PRÉVIA (n.t.) 17º

Vamos | Haydi
Fazıl Hüsnü Dağlarca

O texto: Publicado em 1968, Haydi, de Fazıl Hüsnü Dağlarca, é uma imensa coleção de mais de 600 poemas que resgatam a forma clássica dos rubaiyat ou quartetos, mas despidos, grande parte, de rimas e metros rígidos. Esta breve seleção apresenta uma amostra da mão hábil do poeta que reinventa o clássico em versos ora imagísticos, ora reminescentes, de um haiku ou aforísticos.
Texto traduzido: Dağlarca, F. H. Haydi. İstanbul: Tümzamanlar, 1997.

O autor: Fazıl Hüsnü Dağlarca (1914-2008), poeta turco, é um dos poucos literatos que, com o advento do modernismo e a quebra da tradição, lançou o olhar e a sensibilidade ao clássico, trazendo novas dimensões à contemporaneidade em uma linguagem purista e com uma ética antimilitarista. Publicou mais de 60 tomos de poesia, tornando-se um dos mais prolixos representantes de sua geração e um dos mais traduzidos poetas turcos contemporâneos.

O tradutor: Miguel Sulis, coeditor da (n.t.), é bacharel em letras (alemão e literaturas de língua alemã), mestre e doutor em literatura pela UFSC. É tradutor, professor de grego e dedica-se aos estudos da tradução. Para a (n.t.) já traduziu Solomós, Rufinos, Kaváfis, Ritsos, Forugh Farrokhzad, Sacher-Masoch e Haris Vlavianos.



☞ DAĞLARCA, Fazıl Hüsnü. Vamos | Haydi.
Trad. Miguel Sulis. (n.t.), n. 17, v. 2, dez. 2018, pp. 20-34.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141