PRÉVIA (n.t.) 1º

Gaspard de la nuit | Gaspard de la nuit
Aloysius Bertrand

O texto: Publicado originalmente em 1842, Gaspard de la nuit: fantasias à maneira de Rembrandt e de Callot, é o único livro do autor. Trata-se de um conjunto de pequenas histórias, algumas ligeiramente interligadas, onde as sensações e imagens criadas parecem ser o principal fim, embora os enredos obedeçam, de forma bastante precoce dada a data da obra, a uma leveza, laconismo e suspensão muito próprios à prosa moderna. Por outro lado, a obra faz parte de uma tradição poética: Baudelaire e Mallarmé definiram e a crítica ratificou Gaspard de la nuit como o texto onde nasce o poema em prosa na literatura francesa. Embora não tão radical em seu satanismo como Maldoror, nem tão inovador formalmente como Un coup de dés, o livro é, no entanto, a mostra da originalidade que o Romantismo permitiu e legou ao Simbolismo e Modernismo fin-de-siècle.
Texto traduzido: Bertrand, Aloysius. Gaspard de la Nuit: fantaisies à la manière de Rembrandt et de Callot. Paris: Gallimard, 2009.

O autor: Dramaturgo e jornalista francês, 1807-1841, trabalhou duramente já na juventude para sustentar a família. Deixou, ao lado de alguns de seus poemas, ideias estéticas e a defesa da vanguarda do Romantismo francês registradas em vários jornais e revistas da época. Em Paris, encorajado por Victor Hugo, frequenta o meio intelectual e conhece Sainte-Beuve. Muito tímido e envergonhado por sua pobreza, não consegue sentir-se bem em meio à elite parisiense. Continua escrevendo para jornais e revistas e começa a criar peças para o vaudeville, mas sua saúde definha. Manipulado por alguns editores procrastinadores, morre miseravelmente antes de ver sua obra publicada.

A tradutora: Sandra M. Stroparo é professora de Teoria Literária e Literatura Brasileira na Universidade Federal do Paraná. Além de textos em revistas publicou as traduções de Axël (de Villiers de l'Isle-Adam, Editora da UFPR), e Viagem em volta do meu quarto (de Xavier de Maistre, Editora Hedra).



☞ BERTRAND, Aloysius. Gaspard de la nuit | Gaspard de la nuit.
Trad. Sandra M. Stroparo. (n.t.), n. 1, v. 1, set. 2010, pp. 166-174.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141