PRÉVIA (n.t.) 11º

Miscelâneas | Miscellanies
Alexander Pope

O texto: Os poemas foram organizados a partir de “Miscellanies”, um capítulo do livro The poetical works of Alexander Pope, quase todos praticamente esquecidos. A edição brasileira, Poemas de Alexander Pope (1994), tradução de Paulo Vizioli, reúne algumas obras, mas ainda é uma referência escassa diante da vasta obra do poeta. Esta miscelânea, como sugere o título, é composta por diversos epigramas, além de poesias que revelam conflitos criados por seus opositores, ou, muitas vezes, uma sensibilidade perante o gênio feminino.
Texto traduzido: Pope, Alexander. The poetical works of Alexander Pope. Vol. II. Notes by the Rev. George Gilfillan. Pennsylvania State University, 1856.

O autor: Alexander Pope (1688-1744) foi um dos maiores poetas britânicos do século XVIII, aclamado e odiado por sua personalidade crítica e satírica. Conhecido por sua tradução de Homero, escreveu também poemas didáticos e filosóficos, entre os quais Essay on criticism e Essay on man. Em algumas de suas obras, como The rape of the lock, um poema herói-cômico de roupagem épica, ridiculariza a futilidade da corte inglesa, enquanto que, com Eloisa to Abelard, revela um lado “romântico” inesperado.

A tradutora: Danielle Fardin Fernandes é graduada em Letras pela Universidade Federal de Ouro Preto e mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Viçosa. Publicou o poema “Point G”, em La Syntaxe invisible. É professora de inglês e português.



☞ POPE, Alexander. Miscelâneas | Miscellanies.
Trad. Danielle Fardin Fernandes. (n.t.), n. 11, v. 2, dez. 2015, pp. 32-44.


© (n.t.) Revista Literária em Tradução
ISSN 2177-5141