Suplemento de Arte



Suplemento de Arte (n.t.) | 7°:
Farzaneh Radmehr (Irã) & Rose O'Neill (EUA)
Julho de 2016


             [FOTOGRAFIA]

Quando, no contato com a arte, não desejamos um encontro que seja raro? Uma descoberta distinta que nos atinja, que poeticamente supere barreiras linguísticas e culturais, e que desconstrua nossos parâmetros mais endurecidos, como os desacordos e os estereótipos que definem e alargam distâncias? A fotógrafa iraniana Farzaneh Radmehr cria imagens para reconstruir seu olhar sobre si e o mundo, são cenas silenciosas que, em natureza introspectiva, geram a sua própria voz. Suas fotos são autorais, construídas como imagens-poema, como autoliberação e desejo, sobressaindo-se a toda palavra estrangeira. Mas imaginaria ela, como criadora dessa voz, o quão próxima está de romper fronteiras, promovendo encontros com a sua arte, reinventando ficções e estimulando reflexões e sentimentos? Se suas imagens reencontram a artista como criadora, signifi-cando uma resposta a uma realidade que lhe é tão própria, elas também nos oferecem uma rara oportunidade, em que a fotografia pode ser tão abrangente e encantadora, que se torna capaz de atingir intensamente o coração das questões humanas, as quais, em maior e menor grau, todos podemos reconhecer e compartilhar. [...] A imagem poética é puro desejo, metáfora que envolve a realidade como um véu. "Véu" que termina por esvanecer-se quando transforma o sentido daquilo que cobre... [Leia +]

Ensaio trilíngue:
Fotografia introspectiva para além das fronteiras: as imagens silenciosas de Farzaneh Radmehr
Introspective photography beyond the borders: silent images by Farzaneh Radmehr
Suplemento de Arte: 10 fotografias








             [ILUSTRAÇÃO]

Descobrir uma obra como a da Rose O'Neill é penetrar num campo de forças de grande vitalidade. Toca-nos sermos surpreendidos pelos movimentos de sua expressão, por seus traços delicados e tempestivos, e por sua inteligência espantosa, marcadamente eloquen-te. É no envolvimento com os desdobramentos de sua obra que descobrimos o seu tesouro, aquilo que a artista denominava como seu "trabalho pessoal" e que ora se mostra um pouco às claras, ora às escuras, como a parte mais sensível de sua produção artística. Quem a conhece apenas por meio da famosa personagem e boneca Kewpie, pode não imaginar sua versatilidade como criadora. Apesar da expressiva produção de ilustrações publicitárias, produtos e cartoons de sucesso, pelos quais é reconhecida, são outras imagens, mais emocionais e sublimes que compõem o seu tesouro "pessoal". [...] Às claras, O'Neill era ainda muito jovem quando apresentou suas primeiras ilustrações e desenhos aos periódicos, quando ainda assinava com a sigla "CRO" para esconder sua identidade feminina. Apesar disso, sua excelência artística seria logo reconhecida pelos veículos de publicidade, revelando-nos uma autêntica cronista, cujas ilustrações misturavam traços estilizados e decorativos com certo "realismo caricatural" e refinado senso de humor, além de mensagens... [Leia +]

Ensaio bilíngue:
Figuras míticas e emoções legendárias: o tesouro “pessoal” de Rose O’Neill
Mythical figures and legendary emotions: Rose O’Neill’s “personal” treasure
Suplemento de Arte: 17 ilustrações






DOWNLOAD
Link via Dropbox



(n.t.) Suplemento de Arte | 7°
Edição ilustrada, trilíngue, 42 p. c/ marcadores
PDF, 14,8 x 21 cm ou A4 (p/ impressão)
Arquivo: 5.98 MB